Registro de Roubos, Atropelamentos e Áreas de Risco.

Mapeamento de Segurança para Ciclistas.

Com o objetivo de garantir a segurança dos ciclistas, estamos realizando um mapeamento abrangente de áreas de risco de roubo, atropelamento e outros incidentes. Contamos com a colaboração dos ciclistas como você para gerar um registro detalhado desses incidentes, ainda que desejássemos não precisar fazê-lo. Sua participação é fundamental para construirmos um ambiente mais seguro para todos os ciclistas.
TRÓPICO DE CAPRICÓNIO

Um dos trechos mais perigosos para pedalar

Muitos ciclistas utilizam essa rota para treinar, outros como cicloturistas usam de passagem de São Paulo para o interior. Esse trecho passa pelos bairros, Jardim dos Pimentas, Itaim Paulista, Itaquaquecetuba e Jardim Caiubi.
Registro de Roubos, Atropelamentos e Áreas de Risco.

São 4 passos, faça seu registro.

Nesta etapa inicial, optamos por manter o registro aberto, a fim de facilitar o acesso a qualquer pessoa não logada. Contudo, estamos trabalhando na implementação de restrito apenas para usuários cadastrados em um futuro próximo, buscando assegurar a seriedade e fortalecer a confiança de nossas atividades.

01- Iniciar

Clica no botão +MAPEAR para abrir a janela de popup, abrirá uma nova janela com o formulário para preenchimento.

02- Adicionar

Escreva seu título e faça uma busca do endereço desejado ou arraste clicando no mapa para se localizar, use os botões de +,- para zoom.

03- Mapa

Ao clicar no mapa o endereço irá aparecer abaixo, faça uma breve descrição do ocorrido incluindo detalhes do assalto, acidentes etc...

04- Enviar

Insira uma foto e/ou áudio, preenchido o formulário clique no botão ENVIAR, adicione um novo sinistro ou clica no X para fechar.
+MAPEAR
made with OUM PRO
060
REGISTROS NO IMPS
015
ATROPELAMENTOS
028
BIKES ROUBADAS
007
ÓBITOS
DICAS PARA INICIANTES

Planeja sua rota

Lembre-se sempre de praticar a segurança ao andar de bicicleta, usar equipamentos de proteção adequados, como capacete, e seguir as regras de trânsito.

Existem vários aplicativos disponíveis que podem ajudá-lo a encontrar rotas adequadas para bicicletas. Alguns aplicativos populares incluem o Google Maps, o Komoot e o Strava. Esses aplicativos geralmente mostram rotas com base nas ciclovias e nas estradas com menos tráfego.

Ao planejar sua rota, verifique se há ciclovias ao longo do caminho. As ciclovias são projetadas especificamente para bicicletas, oferecendo uma opção mais segura e conveniente para os ciclistas. Procure mapas de ciclovias em sua cidade ou região para garantir que você esteja usando rotas adequadas para bicicletas.

Se possível, evite grandes estradas e áreas com muito tráfego. Essas áreas podem ser perigosas para os ciclistas, especialmente se não houver ciclovias disponíveis. Opte por rotas secundárias ou ruas mais tranquilas, onde seja mais seguro pedalar.

Verifique a topografia da área por onde você planeja passar. Se houver muitas colinas ou montanhas íngremes ao longo do caminho, pode ser necessário ajustar a rota ou preparar-se para o esforço físico adicional.

Ao planejar sua rota, procure pontos de interesse ao longo do caminho, como parques, áreas turísticas ou locais históricos. Isso pode tornar seu passeio mais interessante e agradável.

Certifique-se de ter um mapa impresso ou uma cópia da rota salva em seu dispositivo móvel, caso você precise se orientar durante o passeio. Leve água, lanches, um kit básico de primeiros socorros e verifique se a sua bicicleta está em boas condições antes de sair.

O Formulário ODR foi criado com o objetivo de colher informações relevantes para melhorar a segurança das ciclovias no Parque Ecológico do Tietê (Via Parque) e, posteriormente, ampliado para abranger toda a região do extremo leste. O propósito principal do cadastro é mapear os pontos favoráveis e desfavoráveis das ciclovias, a fim de proporcionar um ambiente mais seguro para os ciclistas.

Ao preencher o Formulário ODR, os participantes têm a oportunidade de compartilhar suas experiências e percepções sobre as ciclovias. Essas informações são valiosas para identificar problemas, como condições precárias da infraestrutura, falta de iluminação adequada, trechos com maior incidência de acidentes, entre outros aspectos que afetam a segurança dos ciclistas.

Além disso, é importante mencionar que, ao preencher o formulário, os participantes declaram estar cientes de que seus dados podem ser fornecidos às autoridades competentes do estado. Isso é necessário para permitir a análise das informações coletadas e possibilitar a implementação de medidas de melhoria eficazes.

O uso de imagens também pode ser solicitado no Formulário ODR, sendo informado aos participantes que elas podem ser divulgadas no site e nas redes sociais. Essa divulgação visa conscientizar o público em geral sobre a importância de garantir a segurança nas ciclovias e promover um ambiente propício para o uso das bicicletas.

Portanto, o Formulário ODR foi criado como uma ferramenta participativa para que os usuários das ciclovias e pedalantes possam contribuir ativamente na identificação de pontos críticos e no desenvolvimento de soluções para melhorar a segurança nas vias. A responsabilidade pelas informações fornecidas recai sobre os participantes, visando assegurar a precisão e a confiabilidade dos dados coletados.

Através dessa iniciativa, pretende-se promover um diálogo construtivo entre os usuários das ciclovias e vias públicas, as autoridades responsáveis e o Instituto MPS, a fim de aprimorar a infraestrutura e as condições de segurança para tornar a prática do ciclismo mais segura e prazerosa para todos.